CONSULTAR

domingo, 23 de dezembro de 2012

COMUNICADO DE ACIDENTE DE TRABALHO - CAT

Ao ocorrer um acidente de trabalho , a empresa é obrigada a fazer uma Comunicação de Acidente de Trabalho - CAT por meio do preenchimento de um formulário. Esse formulário deverá ser encaminhado à Previdência Social. Tal procedimento deverá ser realizado no seguinte prazo: 

ATÉ O PRIMEIRO DIA ÚTIL APÓS O ACIDENTE.

SISTEMA DE COMBATE A INCÊNDIO MULSIFIRE

Os equipamentos de combate a incêndios podem ser de dois tipos: portáteis, normalmente representado pelos extintores; e fixos, representados pelos hidrantes. Existem vários tipos de equipamentos fixos e portáteis.

O Sistema de Combate a incêndios MULSIFIRE é o sistema hidráulico de funcionamento automático de arrefecimento, utilizado no combate a incêndios em líquidos inflamáveis.

CINTOS DE SEGURANÇA: INSTRUÇÕES DE USO

ATENÇÃO

Antes do uso, verifique se a pessoa que vai utilizar este equipamento é devidamente treinada e orientada para o perigo da má utilização deste cinturão.

INDICAÇÃO

Seu uso evita a queda do usuário que trabalhe em locais de riscos, como andaimes, lajes, edifícios e locais de altura que uma queda possa provocar acidentes ou mesmo a morte do usuário.
Não utilize o equipamento em contato direto com materiais abrasivos, componentes cortantes e produtos que possam alterar a estrutura do mesmo.

ACIDENTE COM O EPI

Depois de uma queda, o cinturão não deverá retornar ao uso. Haverá a possibilidade de terem ocorrido rupturas internas que não se notam.

LIMPEZA

O equipamento pode ser lavado com sabão neutro, com uma escova de cerdas plásticas e secar a sombra.
OBS.: O equipamento não deve ser utilizado molhado.


ARMAZENAMENTO

Guardar em lugar seco e a sombra, longe de objetos cortantes.

TEMPERATURA

A temperatura de utilização do cinturão deverá ser inferior a 60º.


MANUTENÇÃO E INSPEÇÃO

Para melhora acompanhamento da manutenção, o equipamento deverá ser usado por uma única pessoa.
O usuário deverá ter o peso igual ou inferior a 100 kg. Conforme a Norma ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) NBR 15.836/2010.
Antes e depois do uso deverá ser verificado se o equipamento apresenta descostura ou desfilamento, caso isso ocorra, o mesmo não poderá ser utilizado.
Depois de vestir o cinturão, o usuário deverá movimentar-se e efetuar teste de suspensão para verificar se o nível de conforto é adequado para o fim a que se destina.
Não é permitido modificações ou reparos no equipamento, sem prévia consulta do fabricante.
Antes do uso, verificar o posicionamento das fivelas.


GARANTIA

Normalmente o equipamento tem garantia de 06 meses contra defeitos de fabricação.
A garantia perderá a validade quando constado mau uso do produto.

O PROFISSIONAL


ANEXO: O MAPA DA PLANTA DOS PÉS


sábado, 13 de outubro de 2012

LINHA DE VIDA

LINHA DE VIDA:  São linhas horizontais constituidas de corda, cabo ou trilho de aço, com resistência em qualquer ponto, a uma carga de, no mínimo, 1500 kg, destinadas a dar mobilidade com segurança a um ou mais trabalhadores que efetuam movimentação horizontal com risco de queda.



ANDAIMES DO FACHADEIRO

FACHADEIRO: É o andaime metálico simplesmente apoiado e fixado à estrutura na extensão da fachada.

TAPUME

TAPUME: Divisória de isolamento. Podendo ser de madeira ou metálico. É equivalente a cerca, o muro, falando em palavras simples.

INDICADORES DE SUBSTÃNCIAS PERIGOSAS


CHUVEIROS NO CANTEIRO DE OBRA

18.4.2.8.1 - A área mínima necessária para utilização de cada chuveiro é de 0,80 m2 (oitenta metros quadrados), com altura de 2,10 m (dois metros e dez centímetros) de piso.

18.4.2.8.2 - O piso dos locais onde forem instalados  os chuveiros devem ter caimento que assegure o escoroamento da água para a rede de esgoto quando houver, e ser material antiderrapante ou provido de estrados de madeira.

18.4.2.8.3 - Os chuveiros devem ser de metal ou de plástico, individuais ou coletivos, dispondo de água quente.

18.4.2.8.4 - Deve haver suporte para sabonete e cabide para toalha, corresponde a cada chuveiro.

18.4.2.8.5 - Os chuveiros elétricos devem ser aterrados adequadamente.

DEMOLIÇÃO

NR 18.5.1 - Antes de iniciar a demolição, as linhas de fornecimento de energia elétrica, água, inflamáveis, líquidos gasosos liquefeitos, substâncias tóxicas, canalizações de esgoto e de escoamento de água devem ser desligadas, retiradas, protegidas ou isoladas, respeitando-se as normas e determinações vigentes.

18.5.3 - Todas demolição deve ser programada e dirigida por um profissional legalmente habilitado

VERGALHÃO DE AÇO

São barras de aço de diferentes diâmetros e resistências, utilizadas como parte integrante do concreto armado.

Nas pontas dos VERGALHÕES DE AÇO, são acopladas cabeçotes de plásticos para proteger/evitar acidentes de enroscar  e bater a cabeça.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DOS ALOJAMENTOS


Especificações Técnicas

Construir alojamentos não significa, no entanto, fazer "puxadinhos de madeira".
É preciso que as áreas de vivência, assim como o almoxarifado, o escritório e o plantão de vendas sejam planejados juntamente com o projeto executivo. "Na construção civil, cada obra é única. Não há como padronizar os projetos".

Deve-se planejar os canteiros considerando o tipo da obra, bem como o prazo da construção, o número de funcionários, as necessidades e os tipos de materiais e equipamentos que serão necessários durante o processo construtivo. "É importante prever os detalhes, tais como o local onde os funcionários vão comer marmita e se será feita no local. Opções que podem fazer toda a diferença".


Alojamentos

Os alojamentos dos canteiros de obras devem:

a) ter paredes de alvenaria (tijolo), madeira ou material equivalente;
b) ter piso de concreto, cimentado, madeira ou material equivalente;
c) ter cobertura que proteja as intempéries;
d) ter área de ventilação de, no mínimo 1/10 (um décimo) da área do piso;
e) ter iluminação natural ou artificial;
f) não estar situado em subsolos ou porões das edificações.

domingo, 7 de outubro de 2012

PÓS-GRADUAÇÃO Á DISTÃNCIA: Curso de Saúde e Segurança do Trabalho




Apresentação da Pós-Graduação em Saúde e Segurança do Trabalho

A pós-graduação em Saúde e Segurança do Trabalho objetiva atender a grande quantidade de graduados e graduandos em Ciências da Saúde (sobretudo Medicina, Enfermagem e Fisioterapia), bem como nas áreas correlatas à Saúde e Segurança do Trabalho, como Psicologia, Serviço Social , bem como correlatas à Gestão de Pessoas. Tem como foco ainda atender exigência do mercado de profissionais cada vez mais capacitados, a grande demanda por profissionais com conhecimentos sólidos em diferentes áreas da Saúde e da Segurança Laboral, em um Programa voltado para a realidade dos novos desafios.


Público-alvo


Profissionais de Saúde, de Psicologia, de Serviço Social, da área de Humanas, Administradores e Gestores de Pessoas, bem como graduados de outras áreas, com interesse na área de Saúde e Segurança do Trabalho.


SITE: http://www.posead.com.br/curso-pos-graduacao-distancia/saude-e-bem-estar-ead/saude-e-seguranca-do-trabalho/3479.html

ORAÇÃO DO TÉCNICO DE SEGURANÇA DO TRABALHO


Senhor, queremos te agradecer pela 
oportunidade de poder ajudar as pessoas
através de nosso trabalho. Faça 
de nós um instrumento de promoção da
vida dos trabalhadores.
Que os trabalhadores possam retornar as
suas famílias no final do dia com saúde e integridade física.

Pedimos
que nos ilumine na orientação das
pessoas que resistem em cuidar de 
suas próprias vidas e que todos os
trabalhadores abram seus corações 
para escutar e assumir nossas
orientações e estas seja sempre corretas e

abençoadas.
Dai-nos humildade para entender as
resistências.
Dai-nos perseverança para não desistir
frente às dificuldades.
Dai-nos as palavras sábias para que
penetrem nos corações daqueles que ignoram a segurança.

Dai-nos
sabedoria para analisar os acidentes,
quando ocorrerem. Que minha mente
e meu coração conduzam minhas atitudes
para melhorar a segurança e não 

somente para buscar culpados.
Dai força aos acidentados para que
tenham uma recuperação rápida e abençoada.
Dai força à família dos acidentados
para que superem as perdas indesejadas.

E
por fim, Senhor, ajude-nos para que com
tua força e benção possamos ser
um exemplo de segurança e saúde no
desempenho das atividades 

profissionais.
Amém!

CREA CRIA CENTRAL 0800 PARA ORIENTAR SOBRE SEGURANÇA DO TRABALHO


De: Jornal Gazeta do Povo - CURITIBA

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (CREA-PR) alerta para a importância da segurança nas obras e presta, através de um comitê setorial, orientações para diminuir os índices de acidentes de trabalho.
Segundo relatório da Organização Internacional do Trabalho (OIT), “Perfil do Trabalho Decente no Brasil: um olhar sobre as Unidades da Federação”, apenas em 2010 o Brasil registrou 701.496 acidentes de trabalho, sendo 2.712 fatais e 14.097 incapacitantes permanentes. No mesmo ano, 51.509 casos de acidente de trabalho foram registrados no Paraná, sendo 193 óbitos e 1.099 incapacitantes permanentes.
Segundo o CREA-PR, durante a execução de uma obra, deve ser constituída uma Comissão Interna de Acidentes do Trabalho. Para mais informações sobre a segurança, o trabalhador pode entrar em contato com a Câmara Especializada de Engenharia e Segurança do Trabalho através do telefone:
0800 410067.

domingo, 30 de setembro de 2012

CONFIRA O QUE PODE SER DOADO POR PESSOAS VIVAS E PESSOAS FALECIDAS (COM MORTE ENCEFÁLICA)




FONTE: Jornal GAZETA DO POVO/PARANÁ

PLACAS DE ADVERTÊNCIA: ENFATIZAM A SEGURANÇA


QUANDO O CABO DE AÇO DA GRUA ARREBENTA

Situação em que o cabo de aço da grua, excedeu o peso  e arrebentou. 
Lembramos agora que não é possível confiar na sorte e sim na segurança. 
A necessidade de inspecionar regularmente é fundamental para que isso não ocorra novamente.

TRABALHO EM ALTURA NR-35

Para o exercício de quaisquer espécies de trabalhos em altura requer cuidados cautelares assim como específica a NR-18 da Indústria da Construção, e agora juntamente com o apóio da NR-35, Trabalho em Alturas.

SEGURANÇA EM ESCAVAÇÕES

1 - Antes de iniciar as escavações, verificar a existência de interferências (rede elétrica, gás, água ou telecomunicações no local).

2 - Para escavações com altura superior a 1,25m devemos providenciar escada ou rampa de acesso, além de isolarmos a área com tela.


3 - Para escavações com altura superior a 1,25m deve-se solicitar permissão de trabalho, e somente será autorizado o inicio das atividades após a aprovação das mesmas.


4 - Para escavações com altura superior a 1,75m devemos fazer o escoramento da escavação e devemos colocar guarda-corpo rígido ao redor da escavação.


5 - No caso de estoque do material, deverá se estocar o material escavando ao longo da escavação a uma distância superior a metade da profundidade, medida a partir da borda do talude, para evitar o retorno à escavação ou interferência com outras atividades.


DE: AG - Andrade Gutierrez/A GENTE TRABALHA COM SEGURANÇA

LIVRO: SEGURANÇA DO TRABALHO - GUIA PRÁTICO E DIDÁTICO


Editora: Erica

Indicada a alunos, professores, instrutores e demais profissionais da área. Apresenta os conceitos mais relevantes da segurança do trabalho vistos em cursos técnicos, tecnológicos e de graduação, cujas disciplinas pertencem ao eixo tecnológico: Segurança do Trabalho, Meio Ambiente e Qualidade de Vida. Os capítulos estão estruturados de forma pedagógica, com exemplos e ilustrações práticas do cotidiano, comentários e sugestões técnicas. Ao final de cada capítulo, são fornecidos um resumo, exercícios de revisão e de fixação com questões aplicadas em concursos públicos, para melhor assimilação da leitura.Inicialmente aborda os aspectos histórico e holístico da prevenção e segurança do trabalho. Explica as NRs do MTE, sua finalidade e aplicação. Trata de conceitos do ambiente de trabalho, riscos e medidas de controle, mapa de risco e sua utilidade prática. Detalha o conceito legal e prevencionista do acidente de trabalho, modelos de CAT, formas de análise e investigação dos acidentes etc. Esclarece a questão da higiene do trabalho, instrumentos de medição, avaliações quantitativas do ambiente e riscos, as principais doenças ocupacionais, agentes causadores e prevenção.Abrange as medidas de proteção no trabalho, tipos de EPI, responsabilidades e regulamentação NR 6 do MTE, bem como os fundamentos de insalubridade e periculosidade, NRs 15 e 16 do MTE, graus de incidência e legislação. Apresenta a CIPA, comenta o processo eleitoral, atribuições, objetivos e treinamento. Além disso, aborda o SESMT, seus requisitos e código de ética.Destaca as condições ergonômicas, higiênicas e de conforto nos locais de trabalho, trazendo em seu bojo a NR 24 do MTE e a NR 17. Comenta os principais programas usados pelo SESMT, como PPRA, PCMSO e PCMAT, o LTCAT, entre outros.Introduz a proteção contra incêndios, incluindo teoria do fogo, classes de incêndios, agentes extintores, aplicação prática, brigada de incêndio e muito mais. Elenca os primeiros socorros a vítimas de queimadura, choque elétrico, quedas de altura e acidentes em geral, enfatizando a sua importância na segurança do trabalho. A questão ambiental e seu impacto social complementam o estudo, com legislação pertinente ao assunto e características da coleta seletiva. Finaliza com definições de qualidade de vida, a polêmica do alcoolismo, do tabagismo e seus males. Detalha a ginástica laboral, seus programas de treinamento e a importância para organização etc.

ENTENDA A IMPORTÂNCIA DE UTILIZAR EPI


OS TIPOS DE CONTAMINAÇÃO DE SOLO


SE VOCÊ ESCOLHEU ESTA PROFISSÃO

Você NÃO vai precisar de ser arrogante
Você NÃO vai precisar de brincadeiras em horário de trabalho
Você NÃO vai precisar de fazer as coisas pela metade



Você NÃO vai precisar de ter pressa
Você NÃO vai precisar de entregar documentos e Não protocolar
Você NÃO vai precisar de agir de qualquer maneira
Você NÃO vai precisar enfim de muitas coisas que ao longo do tempo, se você estiver sempre atento com certeza você vai conseguir aprender e colocar em prática!

Me acidentei durante o horário de almoço e agora?


Sofri um acidente no horário de almoço enquanto estava atravessando a rua. Estou coberto pelas leis do acidente de trabalho? estabilidade?...
Resposta:
Conforme prevê o art. 19 da Lei 8.213/91, acidente do trabalho é o que ocorre pelo exercício do trabalho a serviço da empresa, provocando lesão corporal ou perturbação funcional que cause a morte ou a perda ou redução, permanente ou temporária, da capacidade para o trabalho.
É importante observar que nos períodos destinados a refeição ou descanso, ou por ocasião da satisfação de outras necessidades fisiológicas, no local do trabalho ou durante este, o empregado é considerado no exercício do trabalho.

Então está coberto sim.

domingo, 2 de setembro de 2012

RISCO BIOLÓGICO: POEIRA

Ambiente em construção cívil: Lixamento de piso, com trabalho em exposição de muita poeira o que requer protetor de mascara fácil para o nariz e óculos transparentes, além de protetor auricular concha (abafador), pois o ambiente apresenta níveis de ruídos acima da normalidade.

DESMONTAGEM DE GRUA

Procedimento: De cima para baixa e com cinto de segurança em equipe.

RISCO DE QUEDA DE PEÇA EM ANCORAMENTO


FILOSOFIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO