CONSULTAR

domingo, 30 de setembro de 2012

CONFIRA O QUE PODE SER DOADO POR PESSOAS VIVAS E PESSOAS FALECIDAS (COM MORTE ENCEFÁLICA)




FONTE: Jornal GAZETA DO POVO/PARANÁ

PLACAS DE ADVERTÊNCIA: ENFATIZAM A SEGURANÇA


QUANDO O CABO DE AÇO DA GRUA ARREBENTA

Situação em que o cabo de aço da grua, excedeu o peso  e arrebentou. 
Lembramos agora que não é possível confiar na sorte e sim na segurança. 
A necessidade de inspecionar regularmente é fundamental para que isso não ocorra novamente.

TRABALHO EM ALTURA NR-35

Para o exercício de quaisquer espécies de trabalhos em altura requer cuidados cautelares assim como específica a NR-18 da Indústria da Construção, e agora juntamente com o apóio da NR-35, Trabalho em Alturas.

SEGURANÇA EM ESCAVAÇÕES

1 - Antes de iniciar as escavações, verificar a existência de interferências (rede elétrica, gás, água ou telecomunicações no local).

2 - Para escavações com altura superior a 1,25m devemos providenciar escada ou rampa de acesso, além de isolarmos a área com tela.


3 - Para escavações com altura superior a 1,25m deve-se solicitar permissão de trabalho, e somente será autorizado o inicio das atividades após a aprovação das mesmas.


4 - Para escavações com altura superior a 1,75m devemos fazer o escoramento da escavação e devemos colocar guarda-corpo rígido ao redor da escavação.


5 - No caso de estoque do material, deverá se estocar o material escavando ao longo da escavação a uma distância superior a metade da profundidade, medida a partir da borda do talude, para evitar o retorno à escavação ou interferência com outras atividades.


DE: AG - Andrade Gutierrez/A GENTE TRABALHA COM SEGURANÇA

LIVRO: SEGURANÇA DO TRABALHO - GUIA PRÁTICO E DIDÁTICO


Editora: Erica

Indicada a alunos, professores, instrutores e demais profissionais da área. Apresenta os conceitos mais relevantes da segurança do trabalho vistos em cursos técnicos, tecnológicos e de graduação, cujas disciplinas pertencem ao eixo tecnológico: Segurança do Trabalho, Meio Ambiente e Qualidade de Vida. Os capítulos estão estruturados de forma pedagógica, com exemplos e ilustrações práticas do cotidiano, comentários e sugestões técnicas. Ao final de cada capítulo, são fornecidos um resumo, exercícios de revisão e de fixação com questões aplicadas em concursos públicos, para melhor assimilação da leitura.Inicialmente aborda os aspectos histórico e holístico da prevenção e segurança do trabalho. Explica as NRs do MTE, sua finalidade e aplicação. Trata de conceitos do ambiente de trabalho, riscos e medidas de controle, mapa de risco e sua utilidade prática. Detalha o conceito legal e prevencionista do acidente de trabalho, modelos de CAT, formas de análise e investigação dos acidentes etc. Esclarece a questão da higiene do trabalho, instrumentos de medição, avaliações quantitativas do ambiente e riscos, as principais doenças ocupacionais, agentes causadores e prevenção.Abrange as medidas de proteção no trabalho, tipos de EPI, responsabilidades e regulamentação NR 6 do MTE, bem como os fundamentos de insalubridade e periculosidade, NRs 15 e 16 do MTE, graus de incidência e legislação. Apresenta a CIPA, comenta o processo eleitoral, atribuições, objetivos e treinamento. Além disso, aborda o SESMT, seus requisitos e código de ética.Destaca as condições ergonômicas, higiênicas e de conforto nos locais de trabalho, trazendo em seu bojo a NR 24 do MTE e a NR 17. Comenta os principais programas usados pelo SESMT, como PPRA, PCMSO e PCMAT, o LTCAT, entre outros.Introduz a proteção contra incêndios, incluindo teoria do fogo, classes de incêndios, agentes extintores, aplicação prática, brigada de incêndio e muito mais. Elenca os primeiros socorros a vítimas de queimadura, choque elétrico, quedas de altura e acidentes em geral, enfatizando a sua importância na segurança do trabalho. A questão ambiental e seu impacto social complementam o estudo, com legislação pertinente ao assunto e características da coleta seletiva. Finaliza com definições de qualidade de vida, a polêmica do alcoolismo, do tabagismo e seus males. Detalha a ginástica laboral, seus programas de treinamento e a importância para organização etc.

ENTENDA A IMPORTÂNCIA DE UTILIZAR EPI


OS TIPOS DE CONTAMINAÇÃO DE SOLO


SE VOCÊ ESCOLHEU ESTA PROFISSÃO

Você NÃO vai precisar de ser arrogante
Você NÃO vai precisar de brincadeiras em horário de trabalho
Você NÃO vai precisar de fazer as coisas pela metade



Você NÃO vai precisar de ter pressa
Você NÃO vai precisar de entregar documentos e Não protocolar
Você NÃO vai precisar de agir de qualquer maneira
Você NÃO vai precisar enfim de muitas coisas que ao longo do tempo, se você estiver sempre atento com certeza você vai conseguir aprender e colocar em prática!

Me acidentei durante o horário de almoço e agora?


Sofri um acidente no horário de almoço enquanto estava atravessando a rua. Estou coberto pelas leis do acidente de trabalho? estabilidade?...
Resposta:
Conforme prevê o art. 19 da Lei 8.213/91, acidente do trabalho é o que ocorre pelo exercício do trabalho a serviço da empresa, provocando lesão corporal ou perturbação funcional que cause a morte ou a perda ou redução, permanente ou temporária, da capacidade para o trabalho.
É importante observar que nos períodos destinados a refeição ou descanso, ou por ocasião da satisfação de outras necessidades fisiológicas, no local do trabalho ou durante este, o empregado é considerado no exercício do trabalho.

Então está coberto sim.

domingo, 2 de setembro de 2012

RISCO BIOLÓGICO: POEIRA

Ambiente em construção cívil: Lixamento de piso, com trabalho em exposição de muita poeira o que requer protetor de mascara fácil para o nariz e óculos transparentes, além de protetor auricular concha (abafador), pois o ambiente apresenta níveis de ruídos acima da normalidade.

DESMONTAGEM DE GRUA

Procedimento: De cima para baixa e com cinto de segurança em equipe.

RISCO DE QUEDA DE PEÇA EM ANCORAMENTO


FILOSOFIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO